corrida

Comecei a praticar desporto de forma regular aos 41 anos, incentivado e orientado por um amigo.

Seguindo um plano de iniciação à corrida adaptado à minha condição e disponibilidade física, e munido de toda a tecnologia possível (relógio, telemóvel, leitor de MP3 e tudo o que me conseguisse manter interessado na corrida), comecei a treinar três vezes por semana, de manhã cedo, antes de me deslocar para o trabalho.

A viver muito perto de um campo de futebol, foi aí que começaram então as minhas primeiras incursões pelo magnífico mundo da corrida, com o objetivo de correr durante meia hora ou uma distância de 5km, mas sem parar. Comecei por alternar a corrida com a caminhada – primeiro correr nas linhas de fundo do campo de futebol e caminhar nas laterais, depois correr nas laterais e caminhar nas linhas de fundo, após alguns treinos passei a correr nas diagonais, e finalmente, correr em volta de todo o campo.

Ainda não tinha atingido este objetivo quando soube da existência de um grupo de pessoas que se juntavam às terças-feiras à noite na cidade de Espinho para correr em grupo – o Running Espinho. Decidi experimentar e logo nesse mesmo dia a corrida ganhou outro significado. Nunca mais corri sozinho. A corrida acompanhada, a entreajuda, a motivação, a partilha de experiências, as amizades que se criam despertaram ainda mais a vontade de correr. Estávamos em setembro de 2016.

Motivado e apaixonado pelo projeto e pelo grupo de pessoas que se disponibilizam, de forma gratuita e sem qualquer interesse, em motivar pessoas para hábitos de vida saudáveis, comecei a publicar novas capas de Facebook sempre que ia a um desses treinos, ou seja, todas as semanas. Essas capas chamaram a atenção dos organizadores dos treinos, que me convidaram a desenhar um logótipo que identificasse a essência do movimento. Do logótipo aprovado à preparação de todas as imagens para as redes sociais do grupo, foi um pequeno passo.

Com o passar das semanas, o número de participantes nos treinos foi crescendo e o grupo de organizadores rapidamente passou de 5 para 10 elementos, número que ainda hoje se mantém, e no qual me incluo.

Foi neste ambiente fantástico, que superei a dificuldade em correr 5km ou meia hora sem parar, até à participação em provas de 10km e de 21km.

O Running Espinho continua a crescer, conta regularmente com cerca de 200 pessoas por treino, todas as terças-feiras, organizados por pequenos grupos que se dividem por duas distâncias e com ritmos diferentes. Mais recentemente o Running Espinho abraça a organização de provas, contando já no seu currículo com a Corrida Milionária e a São Silvestre de Espinho 2022.

Atualmente, além de organizador, sou responsável de imagem do Running Espinho.